O Homini Lupulo perguntou...

...o que é ser um cervejeiro caseiro? O Bernardo trouxe uma reflexão muito importante acerca desse hobby e sobre as caracteristicas que, invariavelmente, um cervejeiro caseiro adquire ao longo do tempo.

Apaixonado, paciente, perfeccionista, amigo, companheiro, foram alguns dos adjetivos elencados por ele para descrever o que é um cervejeiro caseiro. Concordo e assino embaixo, mesmo não fazendo cervejas com a frequencia que gostaria.

Mas, mais que isso, esse personagem, o cervejeiro caseiro, tem um papel importante na comunidade, fundamental em países cervejeiros mais maduros. 

Se me permitem um comparativo, vejam o exemplo dos EUA. Não a toa, os cervejeiros caseiros americanos estão intimimante ligados a reviravolta que os caras deram a partir das decadas de 60/70. Seja na criação de novos estilos como o Black IPA, ou Cascadian Dark Ale como queiram, seja como aspirantes a novas micro cervejarias (mais um adjetivo pra lista: Empreendedor!), os caseiros impulsionaram o mercado americano. O resultado está aí!

Isto porque, o cervejeiro caseiro tem uma oportunidade que é praticamente impossível para uma cervejaria comercial: experimentar, testar, inovar! E quando dá certo, ótimas cervejas surgem das panelas. Vai juntando aí: Criativo, corajoso, perseverante. Afinal, se um risco tomado numa produção de 20 litros não der certo, bom, foram apenas 20 litros pro ralo. Uma cervejaria comercial não pode se dar ao luxo de perder todo um dia de produção por causa de uma aventura com um ingrediente ou uma determinada "manobra" na produção.

Voltando a realidade brasileira, me parece que a comunidade cervejeira, em alguns locais, já começa a perceber a importancia do caseiro. Podemos citar como exemplo disto, a "contratação" de cervejeiros caseiros reconhecidos para elaborar receitas especiais para as cervejarias, como os casos do Ricardo Rosa com Colorado e o próprio em parceria com o Mauro Nogueira e Dado Bier.

Outro case de sucesso é a "transformação" de uma produção de panela em um rótulo comercial com as devidas adaptações (Não vou entrar no mérito dos caseiros que vendem suas produções), caso da Dum e Wäls.

Existem outras iniciativas de aproximação entre esses personagens. Hoje estão rolando dois concursos, um promovido pela Bierland e o outro pela Basement, nos quais será escolhida a melhor receitas de cada um e esta virará o novo rótulo das cervejarias. Iniciativa interessantíssima que já foi feita pela Eisenbahn e uma vez pela Bamberg.

A aproximação começou, porém ainda faltam algumas ações por parte das cervejarias, como talvez um auxilio na compra e francionamento de insumos, auxilio técnico e etc. Chegaremos lá! O cenário já mudou bastante de 5 anos pra cá.

Então, para mim, o cervejeiro caseiro, talvez até com a mesma importancia do consumidor, além de tudo já dito, é um personagem central desta comunidade. Que me perdoem as divas cervejeiras!